:: €sse Cara! Nu e Cru ::








€sse Cara Nu € Cru!!!

Serei insolente, imprudente ou descarado
Se escrever tesão e acentuar a palavra
E tornar a palavra como o ato
Coisa real palpável e dura?
Serei impúdico, incorreto ou devasso
Se escrever coito e fizer sexo com as palavras
E a palavra se tornar lasciva
E assumir mil formas
Tantas como as do coito
Tantas como as do amor?Serei…?Não
Vergonha sentiria se no final do poema
Ao escrever sêmen, esperma e orgasmo
Um fio tenue e breve me escorresse da caneta
E fossem final de poema
Tímida e precoce ejaculação.
Pois que poesia não rima com pudor
Pois que poesia não rima com vergonha
Pois que poesia não rima com pejo ou timidez
. Poesia rima com paixão
Poesia rima com tesão
E mãos e corpos em coitos
E palavras que se dão com avidez.

€sse Cara!

CASA DO ROCK

:: CASA DO ROCK ::










"* Lentos For Make Love By Esse Cara"

Clique no stop se quiser parar a música.












Eu triste sou calado
Eu bravo sou estúpido
Eu lúcido sou chato
Eu gato sou esperto
Eu cego sou vidente
Eu carente sou insano
Eu malandro sou fresco
Eu seco sou vazio
Eu frio sou distante
Eu quente sou oleoso
Eu prosa sou tantos
Eu santo sou gelado
Eu salgado sou crú
Eu puro sou tentado
Eu sentado sou alto
Eu jovem sou mancebo
Eu belo sou fútil
Eu útil sou bom
Eu à toa sou teu.


Eu à toa sou teu.!


By €sse Cara!

O SEXO...
O amor é representado de várias formas, a principal é o sexo, sem ele a vida não existe, preconceitos retrogrados à parte. Este trabalho é para ilustrar as fantasias mais ousadas daqueles que não convivem com a coragem destas situações. Agora, principalmente voltado para os admiradores, escritores, poetas e amantes do sexo transcendental... Curtam às histórias e amem-se até à morte, talvez consigam ir além da existencia e descobrir a sabedoria do existir...
By €sse Cara!

AOS LEITORES.........
O grande desafio é, cada vez que olho uma página vazia, sinto uma imensa necessidade de criar, juntar palavras, transmitir sentimentos ou coisas e fatos às pessoas: Quem sabe? Ressucitar o ato de refletir ...
By €sse Cara!








:: Videos ::




Para assistir deixe a seta do mouse em cima do vídeo sem clicar





Proposta - Roberto Carlos



Cavalgada - Roberto Carlos



Bon Jovi - Misunderstood - legendado BR



Aerosmith Angel legendada em pt br.(LEGENDADO)



Van Halen - When it´s love (Tradução)



Amor de Verdade - Paulo Ricardo







::Já Passou::
17/03/2013 a 23/03/2013
16/12/2012 a 22/12/2012
02/12/2012 a 08/12/2012
11/11/2012 a 17/11/2012
28/10/2012 a 03/11/2012
21/10/2012 a 27/10/2012
14/10/2012 a 20/10/2012
23/09/2012 a 29/09/2012
16/09/2012 a 22/09/2012
09/09/2012 a 15/09/2012
26/08/2012 a 01/09/2012
19/08/2012 a 25/08/2012
12/08/2012 a 18/08/2012
29/07/2012 a 04/08/2012
22/07/2012 a 28/07/2012
08/07/2012 a 14/07/2012
01/07/2012 a 07/07/2012
24/06/2012 a 30/06/2012
17/06/2012 a 23/06/2012
10/06/2012 a 16/06/2012
03/06/2012 a 09/06/2012
27/05/2012 a 02/06/2012
20/05/2012 a 26/05/2012
13/05/2012 a 19/05/2012
06/05/2012 a 12/05/2012
29/04/2012 a 05/05/2012
22/04/2012 a 28/04/2012
15/04/2012 a 21/04/2012
08/04/2012 a 14/04/2012
01/04/2012 a 07/04/2012
25/03/2012 a 31/03/2012
18/03/2012 a 24/03/2012
11/03/2012 a 17/03/2012
04/03/2012 a 10/03/2012
26/02/2012 a 03/03/2012
19/02/2012 a 25/02/2012
12/02/2012 a 18/02/2012
05/02/2012 a 11/02/2012
29/01/2012 a 04/02/2012
22/01/2012 a 28/01/2012
15/01/2012 a 21/01/2012
08/01/2012 a 14/01/2012
01/01/2012 a 07/01/2012
25/12/2011 a 31/12/2011
11/12/2011 a 17/12/2011
04/12/2011 a 10/12/2011
20/11/2011 a 26/11/2011
09/10/2011 a 15/10/2011
11/09/2011 a 17/09/2011
07/08/2011 a 13/08/2011
24/07/2011 a 30/07/2011
17/07/2011 a 23/07/2011
26/06/2011 a 02/07/2011
19/06/2011 a 25/06/2011
12/06/2011 a 18/06/2011
05/06/2011 a 11/06/2011
29/05/2011 a 04/06/2011
15/05/2011 a 21/05/2011
08/05/2011 a 14/05/2011
01/05/2011 a 07/05/2011
24/04/2011 a 30/04/2011
17/04/2011 a 23/04/2011
10/04/2011 a 16/04/2011
03/04/2011 a 09/04/2011
27/03/2011 a 02/04/2011
20/03/2011 a 26/03/2011
13/03/2011 a 19/03/2011
06/03/2011 a 12/03/2011
27/02/2011 a 05/03/2011
13/02/2011 a 19/02/2011
06/02/2011 a 12/02/2011






























Sem Pressa!

"Por ti"
Sem pressa...
Vou amar sem ser amado...
Apenas corro para o sorriso do imaginável como se fosses tu...
Esperando sentado,como um desconhecido...
Vejo-te num sorriso amplo aconchegando num abraço,que não foi meu...
Vou andar devagar pela  VIDA...
Viver tudo o que vier,com sofrimento dor...
Mas sem pressa"
Não quero deitar fora o que tenho dentro do meu peito...
Sentir as lágrimas escorrer pelo o meu rosto,e os gritos da minh'alma....
Mas sem pressa...
Quero não me perder um só momento...
Porque amar é lindo...
Mesmo sem ser amado!!!



Escrito por Esse Cara! às 07h29
[] [envie esta mensagem]




“O silêncio é a melhor resposta”.

 

Não concordo muito com essa teoria de “O silêncio é a melhor resposta”. Como assim?Já se diz: SILÊNCIO. Quer dizer que não houve resposta alguma. Eu acho que devemos sempre falar como nos sentimos quando estamos incomodados. Sempre achamos que a pessoa sabe o que fez e esta consciente dos seus atos. Mas veja bem, as vezes a pessoa nem está. Por isso acho importante falar. Chegar e dizer:”Fulano(a),estou magoada(o) porque você fez isso comigo”.


E tentarmos entender as razões de tal situação. Até porque um dia seremos nós do outro lado e não vamos querer por nada que alguém nos dê silêncio como resposta!Lembra de todas vezes que alguém te deu silêncio como resposta? Não foi torturante? Então não faça aos outros o que não gostaria de ser feito. O dialogo é a melhor forma pra chegar a um entendimento. O silêncio não,fica nas entrelinhas,cada um tentando arranjar uma resposta.E no fundo nunca temos noção do que realmente se passa.

FALE SEMPRE !



Escrito por Esse Cara! às 16h16
[] [envie esta mensagem]




Morrer pelos homens?


 
A "autoestima" das mulheres depende da estima que elas esperam receber dos homens
 
João Pereira Coutinho
 

 
LIGO A TV. Notícias tenebrosas sobre os implantes mamários franceses e o risco que representam para milhares de mulheres no mundo inteiro. O meu interesse é cultural, não médico: quem diria que décadas de lutas feministas seriam enterradas por próteses de silicone defeituosas?
 
As lutas feministas, convém lembrar, tinham uma ambição civilizacional considerável: virar do avesso o mito de Pigmalião, o artista imortalizado pelo poeta Ovídio que, certo dia, esculpiu uma bela figura, apaixonou-se pelas suas formas e, como brinde dos deuses, viu a estátua virar mulher de verdade.
 
A história sempre me comoveu por motivos essencialmente "românticos": Pigmalião renunciara ao amor antes de esculpir a estátua; mas o destino é irônico e, por vezes, o que consideramos adormecido acaba por despertar novamente. Que a deusa Vênus tenha recebido as preces reprimidas de Pigmalião, concedendo vida à matéria inerte: eis a ideia redentora de que só o amor triunfa sobre a morte.
 
Mas isso sou eu a falar. Ou a delirar. Porque a sensibilidade feminista é mais literal e menos generosa: o mito de Pigmalião representa apenas a secular submissão da mulher ao homem. E quem é que os homens pensam que são, ao pretenderem "esculpir" a mulher para que ela cumpra os desejos falocêntricos dos machos?
 
Boa pergunta. George Bernard Shaw, um panfletário com talento, deu a resposta: revisitou o mito de Pigmalião na sua peça homônima e concedeu-lhe um final progressista.
 
Sim, o prof. Henry Higgins transforma a plebeia Eliza Doolittle numa verdadeira "lady" da retórica e das maneiras. Exatamente como no musical "My Fair Lady", inspirado na peça.
 
Porém, e ao contrário do que sucede no musical, é legítimo pensar que Eliza dá o seu grito do Ipiranga, abandonando o prof. Higgins no final por não suportar a natureza condescendente e desrespeitosa dele. É o supremo sonho feminista: a criatura liberta-se do criador e decide seguir em frente.
 
Infelizmente, muitas mulheres não conseguem seguir em frente. Que o digam as mulheres brasileiras, campeãs mundiais em cirurgias estéticas. Motivos do recorde?
 
Uma parte opta pela cirurgia por razões estritamente médicas: reconstruções do peito depois de doença oncológica ou acidente. São razões compreensíveis e sobre elas nenhuma palavra a dizer.
 
Mas existe uma vasta legião de mulheres saudáveis que se submete à cirurgia por motivos de "autoestima". A expressão, usada e abusada pelas revistas mentecaptas, pretende iludir uma verdade desconfortável: a "autoestima" das mulheres, sejamos honestos, depende da estima que elas esperam receber dos homens.
 
Claro que o leitor, e sobretudo a leitora, poderá argumentar que os homens funcionam da mesma maneira em matéria de vaidade física. Quem não conhece casos dramáticos de heterossexuais inseguros que passam horas na academia, em malhação marcial, em busca dos músculos perfeitos?
 
Verdade. Acontece que não conheço nenhum homem que, para obter o mesmo resultado e conquistar as atenções do sexo oposto (ou até do mesmo sexo), esteja disposto a passar pelo calvário das mulheres siliconadas.
 
No fundo, não conheço nenhum homem que esteja disposto a deitar-se numa sala de operações; a suportar os rigores da anestesia e do bisturi; a implantar uma qualquer prótese no interior do corpo para simular firmeza ou juventude; e, Deus nos livre, a correr sérios riscos de vida para ficar com aspecto de Adônis. Há limites. Até para conquistar mulheres.
 
O problema é que não parece haver limites para as próprias mulheres. O que nos leva de volta para o mito de Pigmalião, na sua interpretação literal: foram anos de lutas feministas para que elas deixassem de estar submetidas ao cinzel e ao escopo do escultor falocêntrico.
 
Mas ninguém esperava que, libertas, as mulheres corressem para o passado e voltassem a se submeter, de forma voluntária, ao escopo e ao cinzel do cirurgião plástico.
 
Na minha qualidade de homem, admito que tanta dedicação é comovente. Mas, acreditem, minhas senhoras, não vale a pena sofrer e morrer por nós.
 

 



Escrito por Esse Cara! às 08h34
[] [envie esta mensagem]




De olho no rebolado

Pesquisadores da Universidade Católica de Louvain e do Hospital Braine l’Alleud-Waterloo, ambos na Bélgica, filmaram mulheres (“jovens e saudáveis”, metade das quais já havia tido orgasmos) andando na rua. Depois, mostraram as imagens a sexologistas profissionais, alheios ao histórico das moças. O objetivo era determinar se os caras poderiam “adivinhar” quais delas já tinham chegado lá e quais não apenas observando seus jeitos de andar.

Indo muito além do que daria para chamar de “sorte”, dizem os pesquisadores, os sexologistas diagnosticaram corretamente o “status orgásmico” (não é piada, eles chamam assim mesmo) das voluntárias em 81,25% das vezes.

Quer tentar sair adivinhando por aí você também? Olha o que observar: “um observador perspicaz pode deduzir a experiência feminina com orgasmos vaginais a partir de uma passada que compreende fluidez, energia, sensualidade, liberdade e ausência de músculos tanto flácidos quanto ‘travados’”,dizem os caras no estudo dizem os caras no estudo. Fácil, fácil, né?



Escrito por Esse Cara! às 17h57
[] [envie esta mensagem]




Sob o Chuveiro Amar

*Carlos Drummond de Andrade*

 


  

 

 

Sob o chuveiro amar, sabão e beijos,
ou na banheira amar, de água vestidos,
Amor escorregante, foge, prende-se,
torna a fugir, água nos olhos, bocas,


Dança, navegação, mergulho, chuva,
Essa espuma nos ventres, a brancura
triangular do sexo... é água, esperma,
é amor se esvaindo . . . ou

 

Nos tornamos fontes  ?



Escrito por Esse Cara! às 07h45
[] [envie esta mensagem]