:: €sse Cara! Nu e Cru ::








€sse Cara Nu € Cru!!!

Serei insolente, imprudente ou descarado
Se escrever tesão e acentuar a palavra
E tornar a palavra como o ato
Coisa real palpável e dura?
Serei impúdico, incorreto ou devasso
Se escrever coito e fizer sexo com as palavras
E a palavra se tornar lasciva
E assumir mil formas
Tantas como as do coito
Tantas como as do amor?Serei…?Não
Vergonha sentiria se no final do poema
Ao escrever sêmen, esperma e orgasmo
Um fio tenue e breve me escorresse da caneta
E fossem final de poema
Tímida e precoce ejaculação.
Pois que poesia não rima com pudor
Pois que poesia não rima com vergonha
Pois que poesia não rima com pejo ou timidez
. Poesia rima com paixão
Poesia rima com tesão
E mãos e corpos em coitos
E palavras que se dão com avidez.

€sse Cara!

CASA DO ROCK

:: CASA DO ROCK ::










"* Lentos For Make Love By Esse Cara"

Clique no stop se quiser parar a música.












Eu triste sou calado
Eu bravo sou estúpido
Eu lúcido sou chato
Eu gato sou esperto
Eu cego sou vidente
Eu carente sou insano
Eu malandro sou fresco
Eu seco sou vazio
Eu frio sou distante
Eu quente sou oleoso
Eu prosa sou tantos
Eu santo sou gelado
Eu salgado sou crú
Eu puro sou tentado
Eu sentado sou alto
Eu jovem sou mancebo
Eu belo sou fútil
Eu útil sou bom
Eu à toa sou teu.


Eu à toa sou teu.!


By €sse Cara!

O SEXO...
O amor é representado de várias formas, a principal é o sexo, sem ele a vida não existe, preconceitos retrogrados à parte. Este trabalho é para ilustrar as fantasias mais ousadas daqueles que não convivem com a coragem destas situações. Agora, principalmente voltado para os admiradores, escritores, poetas e amantes do sexo transcendental... Curtam às histórias e amem-se até à morte, talvez consigam ir além da existencia e descobrir a sabedoria do existir...
By €sse Cara!

AOS LEITORES.........
O grande desafio é, cada vez que olho uma página vazia, sinto uma imensa necessidade de criar, juntar palavras, transmitir sentimentos ou coisas e fatos às pessoas: Quem sabe? Ressucitar o ato de refletir ...
By €sse Cara!








:: Videos ::




Para assistir deixe a seta do mouse em cima do vídeo sem clicar





Proposta - Roberto Carlos



Cavalgada - Roberto Carlos



Bon Jovi - Misunderstood - legendado BR



Aerosmith Angel legendada em pt br.(LEGENDADO)



Van Halen - When it´s love (Tradução)



Amor de Verdade - Paulo Ricardo







::Já Passou::
17/03/2013 a 23/03/2013
16/12/2012 a 22/12/2012
02/12/2012 a 08/12/2012
11/11/2012 a 17/11/2012
28/10/2012 a 03/11/2012
21/10/2012 a 27/10/2012
14/10/2012 a 20/10/2012
23/09/2012 a 29/09/2012
16/09/2012 a 22/09/2012
09/09/2012 a 15/09/2012
26/08/2012 a 01/09/2012
19/08/2012 a 25/08/2012
12/08/2012 a 18/08/2012
29/07/2012 a 04/08/2012
22/07/2012 a 28/07/2012
08/07/2012 a 14/07/2012
01/07/2012 a 07/07/2012
24/06/2012 a 30/06/2012
17/06/2012 a 23/06/2012
10/06/2012 a 16/06/2012
03/06/2012 a 09/06/2012
27/05/2012 a 02/06/2012
20/05/2012 a 26/05/2012
13/05/2012 a 19/05/2012
06/05/2012 a 12/05/2012
29/04/2012 a 05/05/2012
22/04/2012 a 28/04/2012
15/04/2012 a 21/04/2012
08/04/2012 a 14/04/2012
01/04/2012 a 07/04/2012
25/03/2012 a 31/03/2012
18/03/2012 a 24/03/2012
11/03/2012 a 17/03/2012
04/03/2012 a 10/03/2012
26/02/2012 a 03/03/2012
19/02/2012 a 25/02/2012
12/02/2012 a 18/02/2012
05/02/2012 a 11/02/2012
29/01/2012 a 04/02/2012
22/01/2012 a 28/01/2012
15/01/2012 a 21/01/2012
08/01/2012 a 14/01/2012
01/01/2012 a 07/01/2012
25/12/2011 a 31/12/2011
11/12/2011 a 17/12/2011
04/12/2011 a 10/12/2011
20/11/2011 a 26/11/2011
09/10/2011 a 15/10/2011
11/09/2011 a 17/09/2011
07/08/2011 a 13/08/2011
24/07/2011 a 30/07/2011
17/07/2011 a 23/07/2011
26/06/2011 a 02/07/2011
19/06/2011 a 25/06/2011
12/06/2011 a 18/06/2011
05/06/2011 a 11/06/2011
29/05/2011 a 04/06/2011
15/05/2011 a 21/05/2011
08/05/2011 a 14/05/2011
01/05/2011 a 07/05/2011
24/04/2011 a 30/04/2011
17/04/2011 a 23/04/2011
10/04/2011 a 16/04/2011
03/04/2011 a 09/04/2011
27/03/2011 a 02/04/2011
20/03/2011 a 26/03/2011
13/03/2011 a 19/03/2011
06/03/2011 a 12/03/2011
27/02/2011 a 05/03/2011
13/02/2011 a 19/02/2011
06/02/2011 a 12/02/2011






























 

Vampiros muito "comportados"

 

--------------------------------------------------------------------------------

Os adolescentes de hoje "desejam pequeno" ou será que eles perseguem um ideal de autocontrole?

--------------------------------------------------------------------------------

 

Nos últimos anos, repetidamente, manifestei certa preocupação com o fato de que os adolescentes de hoje me parecem "desejar pequeno", ou seja, sonhar com projetos muito "razoáveis", se não desanimadores e quase resignados. A adolescência de minha geração, , era o contrário: sonhávamos com uma grandiosidade ridícula, sem preocuparmo-nos com as condições efetivas de realização de nossos sonhos.

 

Deu no que deu: alguns efeitos bons, outros péssimos. Por exemplo, não conseguimos fazer "a" revolução, mas transformamos os costumes (para melhor, pelo menos até agora). Por outro lado, nossa paixão revolucionária defendeu e sustentou caricaturas sinistras de nossos ideais sociais -ou seja, nossas aspirações, por serem desmedidas, produziram alguns monstros.

 

 

Talvez isso não aconteça (ou aconteça menos) com os adolescentes de hoje; não seria necessariamente uma perda. Um pai, preocupado, como eu, com o "desejar pequeno" do filho, foi direto ao assunto e perguntou ao menino: "Mas quais são seus sonhos para a vida?". A resposta que ele recebeu o levou a um estado emocional como o meu: "É como se ele (o menino) desconfiasse de seus desejos, como se achasse que eles não são bem dele"

 

Claro, a sexualidade já existe na infância, mas, na puberdade, ela chacoalhaocorpo de maneira inédita.

É compreensível que um adolescente se pergunte o que é aquilo, para que serve e sobretudo de onde vem.

Em geral, antes mesmo de ter se acostumado com a transformação de seu corpo, o adolescente constata que

os adultos olham para ele de maneira diferente, como se ele fosse um objeto erótico possível. Disso deriva,

provavelmente, a suspeita do adolescente de que o desejo que o transforma vem dos outros - dos adultos,

que devem ser todos tarados. . De fato, os adolescentes sempre têm certa desconfiança em relação à

proveniência de seu querer. Afinal, logo quando eles começam a sonhar com o que poderia ser sua vida

adulta, sofrem também uma irrupção de desejos que, no começo, mal entendem.

 

Das primeiras reflexões de Freud até George A. Romero ("A Noite dos Mortos-Vivos", de 1968),

esta explicação se popularizou: o desejo vem dos adultos, que avançam babando atrás da gente,

querem nos pegar e, se possível, morder e contaminar. Mortos-vivos ou simplesmente artríticos,

eles têm mobilidade restrita e pouca fantasia, pois só parecem querer uma coisa: que a gente fique que nem eles.

 

Pois bem, com a saga "Crepúsculo", de Stephenie Meyer (e sua adaptação cinematográfica),

 apareceu um novo paradigma da origem do desejo alimentado, aliás, por séries televisivas,

como ("True Blood" e "Vampire Diaries"). Eis qual.

O desejo continua vindo dos outros, mas a mordida que contamina é desejada ardentemente

 pelas "vítimas", enquanto vampiros (e lobisomens) se controlam: embora sejam tão fissurados

 quanto um morto-vivo à procura de carne, eles resistem e se recusam a morder, enquanto os

 humanos imploram para serem mordidos.

 

O novo paradigma, em suma, diz que: 1) o desejo vem dos outros, mas, uma vez que

tenhamos sido mordidos (como queremos ser), ele será o nosso, estará na gente, 2)

ser vampiro à nossa vez será ótimo e 3) não por isso esqueceremos que desejar é um exercício de autocontrole.

É como se os adolescentes estivessem adotando um ideal em que o desejo seria deles mesmos, fortíssimo e

 indomável (uma verdadeira fissura), mas heroicamente contido. O vampiro será vegetariano, só se permitirá

beber sangue de animais e saberá amar uma humana sem ceder à vontade louca de mordê-la.

 Da mesma forma, nós, sem recalque, teremos fantasias, sonhos e desejos, sexuais ou outros,

poderosíssimos, mas saberemos discipliná-los.

Se esse for o caso, talvez os adolescentes de hoje devam sua sabedoria à

constatação de que,ao sair de cena, nossa geração, que pretendia desejar

 muito e descontroladamente, não está deixando uma lembrança muito boa.

Será que os adolescentes "desejam pequeno" (como eu pensava)

ou será que, à diferença de nós quando éramos adolescentes,

eles não idealizam o descontrole,mas a disciplina de si? Só um

exemplo: o descontrole do desejo, ultimamente (e não só no Brasil)aparece sobretudo

na falta de autocontrole de classes políticas desavergonhadas e vorazes (de votos ou de privilégios).




Escrito por Esse Cara! às 17h35
[] [envie esta mensagem]